14
Julho
2016
Adega de Pegões Moscatel Roxo de Setúbal alcança o título de Melhor do Mundo em França
Categoria Press
Adega de Pegões Moscatel Roxo de Setúbal alcança o título de Melhor do Mundo em França

A confirmação chegou por e-mail já depois da seleção das quinas ter trazido para casa a taça de Campeões da Europa. O Moscatel Roxo de Setúbal Adega de Pegões é, sem qualquer dúvida, o Melhor Moscatel do Mundo, tendo obtido a maior pontuação do concurso Muscats du Monde,que decorreu nos dias 29 e 30 de Junho, na cidade de Frontignan-la-Peyrade – França.

 

Esta é a primeira vez que um Moscatel Roxo de Setúbal, vinho produzido com a casta tinta Moscatel Roxo, recebe a mais alta qualificação do concurso. Em 2011 a Venâncio da Costa Lima alcançou o mesmo título mas com o Moscatel de Setúbal, produzido com a casta branca Moscatel de Alexandria ou Moscatel de Setúbal.

 

A 16ª edição do Muscat du Monde fica ainda marcada pela entrada de mais dois Moscatéis Roxos no TOP 10 Mundial, o Moscatel Roxo de Setúbal - Casa Ermelinda Freitas, 2009 e o Moscatel Roxo de Setúbal Superior 10 Anos – SIVIPA. Com medalha de ouro vieram ainda o Moscatel de Setúbal – Adega de Pegões, o Moscatel de Setúbal 2012 – Venâncio da Costa Lima e oContemporal 2010 Moscatel Roxo de Setúbal – Adega de Pegões. O Moscatel de Setúbal 2014 – Adega de Palmela e o Moscatel de Setúbal - Bacalhôa Superior 20 Anos, arrecadaram a medalha de prata

 

Os vinhos com Denominação de Origem (DO) “Setúbal”, tradicionalmente designados como Moscatel de Setúbal e Moscatel Roxo de Setúbal - produzidos a partir das castas que lhe dão nome – têm uma área geográfica produtiva delimitada, desde 1907, pelos concelhos de Setúbal, Palmela, Montijo e a freguesia do Castelo pertencente ao município de Sesimbra.

Os vinhos Moscatel de Setúbal são únicos, inimitáveis e a sua longevidade tende para a eternidade. Os vinhos produzidos com a casta branca, Moscatel de Setúbal ou Moscatel de Alexandria, caracterizam-se pelas suas especiais qualidades de aroma e sabores peculiares e inconfundíveis, resultantes da casta que é considerada a mais aromática do mundo e das condições edafo-climáticas da Península de Setúbal. De cor dourada, que vai do topázio claro ao âmbar, e aroma floral exótico, insinuando a flor de laranjeira e a tília, por vezes rosas, com toques de mel, citrinos, líchias, pêras e tâmaras nos vinhos novos e aromas mais complexos e subtis com notas de frutos secos como avelãs, amêndoas e nozes, nos mais velhos.

Os vinhos Moscatéis Roxos de Setúbal apresentam um elevado grau de doçura, são muito aromáticos e de sabor persistente. O solar desta casta é a Península de Setúbal. O seu aspecto é bastante diferente da casta branca Moscatel de Setúbal. Os seus cachos são pequenos e compactos, de bagos redondos e tom rosado, de extrema doçura. Esta casta, à semelhança do Moscatel de Setúbal, tem um perfil aromático riquíssimo e contribui, de forma inequívoca, para as características de aroma e sabor dos vinhos a que dá origem. Comparativamente, com os vinhos da casta Moscatel de Setúbal, este vinho generoso possui um aroma mais seco e complexo, mas não menos rico, à prova excede as expectativas criadas pelo aroma exibindo um paladar finíssimo onde ressaltam as especiarias e as compotas de ginja e figo.

 

+ informações em: www.moscateldesetubal.pt e www.vinhosdapeninsuladesetubal.pt

© 2013 - Todos os direitos reservados
Desenvolvido por Ideias com Pernas e Aqui à Beira